RESERVE SUA ESTADIA
15
Aug, 2020
16
Aug, 2020
Created with Sketch. 1 Created with Sketch.
Adultos
Created with Sketch. 0 Created with Sketch.
Crianças

Turismo na Região

A Região

Soure, uma região privilegiado pela sua beleza natural

Soure é uma vila portuguesa no Distrito de Coimbra, região Centro e sub-região do Baixo Mondego, capital de um município com 270km2 e com uma população de 20 mil habitantes.

 

Geograficamente o Concelho de Soure apresenta duas zonas com características bem diferenciadas:

 

• A zona Serrana, que integra a sub-região de Sicó é constituída pelas Freguesias de Tapéus, Degracias e Pombalinho. A produção de queijo de qualidade continua a ser uma das actividades características. De referir também, o funcionamento de unidades de extracção de calcário e uma unidade industrial de torrefacção de frutos secos.

 

• O resto do concelho, mais plano, dominado pelas bacias de aluvião dos rios Anços, Arunca e Pranto, com maior riqueza de solo e uma maior proximidade dos principais eixos de comunicação da região e do país, naturalmente, tem apresentado um maior índice de desenvolvimento, assente num quadro diversificado de actividades no plano sectorial.

 

Poderá ainda saborear a variada oferta gastronomica das doze Freguesias do concelho de Soure.

Gastronomia Regional

No centro de Portugal, onde coabitam florestas verdes e alguns dos mais antigos vestígios histórico-arqueológicos do país, encontramos ótimos itinerários para explorar.

A Lampreia é a iguaria mais afamada da região, dando nome ao arroz e merecendo um festival que se organiza por alturas de fevereiro/Março de cada Ano. Além da lampreia, são comuns os peixinhos do rio e outras especialidades.

 

Poderá ainda saborear a variada oferta de doçarias conventuais que a história se encarregou de trazer até aos dias de hoje. Um expoente da gastronomia do Centro de Portugal é o leitão da Bairrada, acompanhado com o espumante da mesma região.

 

E como esquecer os famosos Pastéis de Lorvão, exemplos deliciosos da doçaria conventual da região do Lorvão, e a Lampatana, prato confecionado a partir de carne de ovelha, desde tempos imemoriais uma especialidade gastronómica do concelho de Mortágua.

Pontos de Interesse

Deixamos-lhe aqui algumas sugestões de pontos de interesse na região:

Conheça os principais pontos de interesse de Soure. Os museus, os monumentos, os edifícios de interesse, as vilas e aldeias históricas. Enriqueça a vista nos parques e jardins de Soure, nos miradouros, parques naturais e áreas protegidas. Refresque-se nas piscinas e praias fluviais da região e próximas. Aqui ficam alguns destaques que não deve deixar de visitar.

Museu Portugal Romano em Sicó – POROS

Museu Portugal Romano em Sicó – POROS PO.RO.S – Portugal Romano é um espaço museológico em Condeixa-a-nova, que foi unaugurado em 2017 e que permite ao visitante experimentar e interagir com ambientes virtuais da época romana. Um espaço recente, e muito interessante a visitar. Relativamente perto do Palace Hotel & SPA Termas do Bicanho é […]

Palácio de Sotto Maior

O Palácio de Sotto Maior é um dos ex-libris da Figueira da Foz. Está situado na zona norte da cidade, perto da marginal. É uma residência de luxo do início do século, em estilo francês. À sua volta estende-se um grande jardim. No interior, refiram-se salas ricamente mobiladas com pinturas de António Ramalho e reproduções […]

Ruínas de Conímbriga

Ruínas de Conímbriga são um dos pontos que não pode deixar de conhecer , por toda a sua beleza e história é um dos locais de interesse à nossa volta. Fique hospedado no Palace Hotel & SPA Termas do Bicanho e visite Coimbra e as Ruinas de Conímbriga A região de Conímbriga a 14 km de Soure […]

Museu Municipal de Soure

 

Espaço museológico com colecções permanentes de vestígios arqueológicos provenientes do Neolítico, Idade do Ferro, época romana, Idade Média e época moderna.

 

No seu espólio destacam-se um sarcófago proveniente de um mausoléu romano, encontrado na necrópole da Igreja de Santa Maria de Finisterra, e um marco milenar, que assinalava a via romana desde Olissipo a Conímbriga.

Igreja Matriz de São Tiago

 

Concluído em Agosto de 1490, este templo gótico foi mandado edificar por D. Manuel, nos tempos em que ainda era duque de Beja e administrador da Ordem de Cristo.

 

Entre os seus notáveis elementos estão uma bela escultura de Nossa Senhora de Finisterra e outra de São Tiago. Já o retábulo da Capela do Sacramento tem a autoria de João de Ruão, importante escultor da Renascença de Coimbra.

Ruínas do Castelo de Soure

 

Embora se admita a existência de fortificações romanas e mouras no local, o mais provável é que este castelo tenha sido construído no século XI. Foi pertença das ordens dos Templários (que aqui tiveram a sua sede) e de Cristo, sendo alvo de várias demolições e reconstruções ao longo dos séculos, até passar finalmente para a posse da autarquia.

 

Primitivamente este castelo contava com quatro torres, uma das quais, foi dinamitada em 1880, por ordem camarária, por ameaçar ruína, hoje apenas uma está completa. Tem um tipo de construção rude, como se tivesse sido edificado à pressa, recorrendo a todo o tipo de matérias disponíveis.

Conímbriga

 

A região de Conímbriga a 14 km de Soure , face às evidências arqueológicas, tem definida a ocupação humana, desde a idade do ferro até ao século VIII, da nossa era, com o domínio romano situado a partir da segunda metade do século I a.C.

 

A riqueza dos mosaicos encontrados, os sistemas de distribuição de água, as termas, os vestígios do Fórum, e uma série de artefactosexpostos no, Museu Monográfico de Conímbriga, justificam uma visita atempada a esta antiga cidade romana.

Coimbra

 

Apenas a 33 km, a cidade de Coimbra, com uma das universidades mais antigas da Europa, é uma cidade de lendas e encantos, onde se destacam os monumentos pela sua beleza e arte cheia de história.

 

Não poderá deixar de ouvir cantar o fado, que embala a Universidade, a Biblioteca Joanina, o Jardim Botânico e a Sé Nova, entre outros.

Praia da Figueira da Foz e de Buarcos

 

A Praia da Figueira da Foz é sobejamente conhecida, sobretudo pelo seu extenso areal. Ao percorrer longos passadiços de madeira, encontra um mar igualmente a perder de vista. Mas para além de poder fazer longas caminhadas até à beira de água, pode exercitar o corpo ao caminhar também na marginal, que se encontra preparada para isso mesmo, seja a pé, seja de bicicleta.

 

A proximidade à zona urbana, permite fácil acesso ao veraneante, tal como estacionamento.

 

Existem outras praias que pode visitar:

 

• Praia da Costa de Lavos – O acesso à praia é feito por passadiços de madeira por entre uma imensa vegetação natural que precorre toda a costa. A Praia da Costa de Lavos, oferece não só um mar a perder de vista como também toda a natureza envolvente que lhe dá uma beleza única.
• Praia do Cabedelo – situa-se bem perto da foz e permite ao veraneante uma vista previligiada sobre a cidade da Figueira.

Leiria

 

Capital de Distrito e Concelho, Leiria, situada no Centro de Portugal a a 56 km de Soure é uma bonita cidade de forte cariz histórico banhada e influenciada pelos Rio Lis e Lena. Leiria possui um Património de relevo, que merece uma visita atenta, como é o caso do Santuário de Nossa Senhora da Encarnação, a Sé Catedral (século XVI), a Igreja da Misericórdia e a Judiaria (a Igreja foi construída no século XVI em cima das ruínas da Sinagoga), ou mesmo um agradável passeio à Cidade Velha, centro histórico da cidade, que tem o seu eixo na famosa Rua Direita (actual Rua Barão de Vilamonte), na Sé, onde se encontram tradicionais estabelecimentos comerciais, bem como agradáveis cafés e lojas de tempos modernos.

 

Bem perto de Leiria situam-se as Termas de Monte Real, com águas medicinais de qualidade e forte oferta hoteleira, e encontram-se Praias bem aprazíveis, como Pedrogão ou Vieira de Leiria, encontrando-se também, no final do Pinhal de Leiria, a bonita Lagoa de Ervideira.

Tomar

 

Tomar a 95 km de Soure é uma lindíssima cidade, sede de concelho, da região Centro do País, situada nas bonitas margens do rio Nabão, bem na lezíria Ribatejana, e uma das cidades históricas de Portugal, com tanto para contar e ver.

 

O Património de Tomar é riquíssimo, destacando-se monumentos como a Igreja de São João Baptista do século XV; as Igrejas de Nossa Senhora da Conceição (século XVI) e a de Santa Maria dos Olivais, de origens no século XIII, em tempos matriz de todas as igrejas dos domínios portugueses em África, na Ásia e na América; os Conventos de Santa Iria (onde diz a lenda foi martirizada a Santa Iria) e o de São Francisco do século XVII; a Ermida de São Gregório do século XVI; ou o importante Aqueduto dos Pegões construído no século XVI para abastecer o Convento de Cristo.

Praia Fluvial – Nossa Srª da Ribeira

A Senhora da Ribeira é uma praia fluvial situada na albufeira da Aguieira, visitada por centenas de pessoas que procuram o repouso e a tranquilidade da convivência em família.

 

Com serviços de bar, restaurante, cais fluvial, praia fluvial e gaivotas de água, esta praia fluvial faz as delicias de todos os locais e visitantes da bonita região.

Mortágua

 

Abraçada pelas Serras do Caramulo e do Buçaco, com a Albufeira da Aguieira a seus pés, o Mortágua tem em si um espaço turístico à espera de ser descoberto por quem gosta de desfrutar a vida ao ar livre e fruir os variados tesouros da natureza que se encontram ainda em estado virgem.

Santa Comba Dão

 

Santa Comba Dão, cidade com muitas histórias e recantos bonitos, conhecida como terra de Dr. Oliveira Salazar, nascido em Vimieiro, uma das freguesias e lá se encontra a sua casa e uma escola ainda com o seu nome.

 

Aqui poderá visitar a Igreja Paroquial, o Mini Zoo dos Bombeiros Voluntários e centro histórico.

Penacova

 

Vila com uma vasta história e paisagens fantásticas, poderá visitar moinhos de Vento, o Museu Vitorino Nemésio, o Mosteiro do Lorvão, participar em descidas de rio em canoa, entre outras atividades.

 

Em Fevereiro, Penacova enche-se de sabores gastronómicos com o festival da Lampreia, que não poderá perder.

Buçaco

 

Buçaco, a 59 Km de distância, mata nacional, onde outrora foi cuidada e tratada por monges, rodeia um magnífico palácio onde se destaca o exterior do edifício em Arte Manuelina.

 

Nesta mata encontram-se espécies vegetais fantásticas e deslumbrantes, com especial relevo para o Vale dos Fetos e fonte fria.